O propósito principal da vida não é a felicidade, mas o conhecimento de Deus!

Primeiramente, o propósito principal da vida não é a felicidade, mas o conhecimento de Deus. A razão pela qual o problema do mal parece tão intratável é que as pessoas tendem naturalmente a presumir que, se Deus existe, então seu propósito para a vida humana é a felicidade neste mundo.

O papel de Deus é fornecer um ambiente confortável para seus bichinhos de estimação humanos. Contudo, isso é falso na visão cristã. Não somos bichinhos de estimação de Deus, e o objetivo da vida humana não é a felicidade per se, mas o conhecimento de Deus – , que, no final, trará a verdadeira e duradoura satisfação humana.

Muitos males ocorrem na vida que podem parecer totalmente sem sentido com respeito ao objetivo de produzir a felicidade humana; mas eles têm sentido ao produzir um conhecimento mais profundo de Deus. O sofrimento de humanos inocentes nos dá ocasião para a confiança mais profunda e dependência de Deus, tanto por parte do sofredor quanto dos que estão a seu redor. Naturalmente, se o propósito de Deus é alcançado por meio de nossos sofrimentos dependerá de nossa resposta.

Responderemos com ira e amargura para com Deus ou nos voltaremos para ele com fé em busca de força para suportar?

Texto extraído: Filosofia e Cosmovisão Cristã
J. P. Moreland & William Lane Craig – Vida Nova, pg. 661
Fonte da imagem: http://commons.wikimedia.org/

———————————–
Luciano Ferrari
http://simbolodopeixe.blogspot.com
———————————–